sábado, 31 de janeiro de 2009

Conjecturas

Haveria de haver mais de uma vida
Pra que eu me enjoasse de viver
Haveria de haver mais de uma morte
Pra que eu me acostumasse a morrer

Haveria de haver mais estrelas no céu
Para que eu as deixasse de contar
Haveria de haver menos fases da lua
Pra que eu a deixasse de gostar

Haveria de haver apenas sol durante anos
Pra q'eu esquecesse das noites
Haveria de haver os prazeres mais mundanos
Pra q'eu não lembrasse dos açoites.

Haveria de haver só venturas já vividas
Pr'eu curar minhas feridas
Haveria de haver menos dúvida, mais certeza
Pra que vida, inútil seja

Haveria de haver só vazio em meu coração
Pra que dor não mais viesse
Haveria de haver só desejo, ilusão
Pra q'eu nunca mais quisesse

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Cara Qualquer

Sou um cara qualquer.
Não tenho tiques,
Não tenho cicatrizes,
Nem marcas pelo corpo.

Meu cabelo é normal,
Minhas roupas são simples,
Meus hábitos são comuns,
Minha rotina é banal.

Não faço questão que me notem,
Não quero que me achem legal a tôa,
Não me puxem assunto vazio
Não me venham com conversa fiada.

Eu quero coisas reais,
Sentimentos verdadeiros,
Pessoas que existam de fato
Pensamentos, idéias, ideais e sonhos.

Eu quero amor de amigo,
Quero amor de irmão,
Sentir amor de família,
Viver de amor de paixão.

sábado, 17 de janeiro de 2009

7 Estrofes

Passam-se dias, horas
e o tempo é o mesmo

Passa-se vão, a esmo
Lá fora, e agora

E se dia chove, e a noite cai
Mais uma folha, calendário sai

E já no chão, folhas tão caídas
Sopra-me o vento das lembranças idas.

Mais um delírio, um suspiro em vão
Mais uma noite, em meu coração.

Mais uma luta, e a derrota vem
Somente o afago, eu pedi d'alguém

Mas hoje só, meu caminho eu sigo
Caminho e trilho, o amor persigo.